terça-feira, 5 de junho de 2018

Sporting Clube de Braga - Junho de 1953

Corria a época futebolística 1952/1953 e ficou o Sp. de Braga na penúltima posição do campeonato nacional de futebol da 1.ª Divisão, correndo sérios riscos de descer à 2.ª Divisão.
Na ocasião, o penúltimo calssificado da 1.ª Divisão e o 2.º classificado da 2.ª Divisão teriam de disputar um jogo para encontrar qual a equipa que jogaria na época seguinte na 1.ª Divisão.
O 2.º classificado da 2.ª Divisão foi o Torreense o qual teve assim que disputar com o Sporting de Braga o acesso à 1.ª Divisão.
O jogo realizou-se em Aveiro, a um Domingo, dia 28 de Junho de 1953 e do qual resultou um empate, mesmo após prolongamento.
Foi por isso necessário recorrer a um 2.º jogo, novamente em Aveiro, só que desta vez a uma terça-feira, dia de trabalho. Foi no dia 30 de Junho de 1953.
Conta a história que em Braga o comércio fechou e que uma cidade em peso foi para Aveiro apoiar o Sporting de Braga que, desta vez venceu por 2-1.
Foi uma jornada memorável para muitos bracarenses, à qual ficou indelevelmente ligado o então presidente da Câmara, António Maria Santos da Cunha...
Sem entrar em mais pormenores, porque certamente muitos já ouviram sobre este assunto muito mais que aquilo que eu poderei contar (ficando sempre a via aberta para quem nos quiser contar qualquer coisa de curioso), apresento aqui o aspecto da bancada do jogo dessa terça feira:

Perante o estado actual do futebol, com questínculas e intrigas sem fim, oxalá, na próxima época, o Sporting Clube de Braga possa tornar-se cada vez mais num oásis, verdadeiro exemplo do fair-play e uma referência do desporto português, lutando com  o seu engenho e força, sem violência e sem batotas, respeitando os seus adversários, e dessa forma, possa alcançar os seus objectivos desportivos, catapultando todos os verdadeiros braguistas para manifestações desta dimensão. 
Bom seria... 

Sem comentários:

Enviar um comentário